Crianças criam comunidade lunar no Maker Day Brasil, em comemoração aos 50 anos da Apollo 11

Crianças criam comunidade lunar no Maker Day Brasil, em comemoração aos 50 anos da Apollo 11

No dia 16 de julho de 1969 os astronautas Buzz Aldrin, Michael Collins e seu comandante Neil Armstrong embarcavam na missão que mudaria a forma como nós nos percebemos no universo. Em comemoração aos 50 anos da missão Apollo 11, no último sábado, a ABA recebeu mais uma edição do Maker Day Brasil. Este ano, crianças e adolescentes de 6 a 15 anos se dividiram em times para construir uma comunidade lunar sustentável.

O Maker Day Brasil aconteceu simultaneamente em vários centros binacionais brasileiros. Aqui em Recife, em parceria com a Embaixada dos Estados Unidos e usando recursos da NASA, a ABA promoveu junto com o Fab Lab oficinas para prototipar ideias essenciais para habitar a Lua. Para isso, foram criadas 4 estações de atividade mão na massa adequadas para cada faixa etária.

 

Sobre os 50 anos do Homem na Lua

 

A coordenadora acadêmica da ABA Global Education, Rachel Levy, abriu o evento com uma palestra sobre as missões humanas à Lua e os processos envolvidos para viabilizar a sobrevivência dos astronautas durante as expedições. A palestra serviu como uma provocação para introduzir às crianças as atividades que preencheriam a manhã maker.

Após aprender sobre mobilidade, vestuário, alimentos e habitação lunar, os estudantes se dividiram em quatro times com o objetivo de criar soluções para cada um desses temas. Cada time contou com mentores, entre profissionais do Fab Lab e teachers ABA, com expertises em cada um dos temas.

Dentre centrais de comunicação, hospitais e imóveis, o time de habitação construiu uma casa lunar para nos fixar na superfície da lua, com garrafas pets e bolas de isopor. Já o time de alimentos, projetou uma estufa para viabilizar o cultivo de plantas e alimentos naturais. Os estudantes do time de mobilidade, por sua vez, estudaram as formas possíveis de trânsito lunar para criar automóveis capazes de nos transportar pela superfície da lua. E o time de smart clothes (vestuário inteligente, em tradução livre) projetou algumas roupas utilizando tecnologia vestível que servissem como, por exemplo, uma babá eletrônica para mães identificarem quando seus bebês precisarem de ajuda.

No final da experiência, os jovens makers apresentaram uma comunidade inteira para os teachers, mentores e pais presentes no evento.

 

Enquanto isso na NASA (Ou melhor, no laboratório 4Life)…

 

Os Kids receberam a visita da coordenadora do projeto Desvendando o Céu Austral da UFRPE, Ester Galindo, e seu filho, Bruno Galindo, mentor do projeto. Bruno fez um mini intercâmbio na Administração Nacional da Aeronáutica e Espaço (NASA, da sigla em inglês) onde conheceu todo processo de preparação dos astronautas para as missões na Lua, participou de capacitações de astronomia e conheceu figuras famosas da agência espacial americana.

Após a apresentação, as crianças aprenderam como fazer uma nebulosa utilizando garrafas pet, algodão, glitter, e tintar, e ainda criaram mini postes de luz para iluminar a comunidade lunar com orientação do time de bibliotecários da ABA.

Print Friendly, PDF & Email
Débora Oliveira
No Comments

Post a Comment

Comment
Name
Email
Website